Primeira viagem sozinho: mulher numa praia correndo com guarda chuva durante por do sol Primeira viagem sozinho: mulher numa praia correndo com guarda chuva durante por do sol

Primeira viagem sozinho: saiba como aproveitar sua estadia

6 minutos para ler

Fazer a primeira viagem sozinho pode gerar muitas dúvidas e questionamentos. Nem todo mundo está preparado para desbravar o mundo sem uma companhia. Mas, em alguns casos, essa pode ser a melhor opção. 

Viajar, muitas vezes, funciona como uma terapia. É o momento perfeito para relaxar e esquecer dos problemas da vida. Acontece que certos trajetos não saem como planejado, principalmente quando você opta por um grupo de pessoas que não está acostumado. 

A partir desse momento, as chances de ter estresses e dores de cabeça tendem a aumentar. Se você está pensando nos cuidados para viajar sozinho pela primeira vez, certamente já passou por algum problema no planejamento do trajeto ou durante o passeio. 

Pensando nisso, preparamos o texto a seguir para apresentar algumas dicas importantes para quem deseja sair da rotina e viver a experiência de ficar alguns dias isolado. Acompanhe a leitura!

Vale a pena fazer a primeira viagem sozinho?

Muitas pessoas sonham em desbravar o mundo, conhecer vários lugares etc. Porém, conseguir realizar essa vontade acaba esbarrando na necessidade de ter companhias.

Esse é um problema mais comum do que pensamos e muitas pessoas deixam de fazer as coisas devido a esse fato. 

Claro que existem pessoas que não gostam de fazer o trajeto sem os amigos ou familiares, mas após a primeira viagem sozinho, certamente a sua opinião pode mudar. Se tornando assim mais uma maneira de explorar diversos lugares e regiões. 

Imagine a tranquilidade de fazer tudo que você planejar, sem a necessidade de esperar alguém acordar, a animação do seu parceiro, esperar todo o grupo se arrumar para sair etc. São muitos pontos que podem ser superados que tornam a sua viagem mais tranquila, prática, aconchegante e aventureira. 

Viajar em grupo é algo muito bom, não há como negar. São vários passeios que, com a galera, tende a ser mais emocionante.

Agora, é fato que cada um pensa e tem vontades diferentes, e cada um precisa ceder um pouco para que seja algo harmonioso. No final das contas, você precisa fazer uma nova viagem para ir aos lugares que sonha. 

Essa é apenas uma das vantagens de fazer uma viagem sozinho. Porém, para que seja uma experiência única, precisam ser tomados alguns cuidados

Quais os cuidados para viajar sozinho?

Primeira viagem sozinho: jovem caminhando sozinho sobre as ruas de uma cidade da Ásia

A sua primeira viagem sozinho precisa ser algo planejado com antecedência, não pode simplesmente ser deixada ao vento. Se você está acostumado a planejar os trajetos em grupo, ótimo.

Agora, se não tem esse costume e deixa para outras pessoas, é fundamental ficar atento aos pontos que vamos apresentar. 

Planeje as suas reservas

A primeira dica é com relação às suas reservas. Você precisa encontrar uma hospedagem que permite viver o que você busca. Se for para descansar, talvez seja melhor um hotel, onde o seu único contato com outras pessoas será no café da manhã e área comum.

Sendo, assim, uma ótima opção para quem quer realmente ficar sozinho. 

Agora, para quem quer viajar e, ao mesmo tempo, fazer amizades, hostel ou pousada são as melhores opções. Esses ambientes oferecem para os viajantes um espaço mais próximo e não existe um isolamento tão grande entre os hóspedes.

No caso dos hostels, a situação é ainda mais animadora, com quartos compartilhados.

Com relação aos passeios durante a viagem, tente levar esses pontos em consideração também. Analise o que você busca ao longo do trajeto, fazer amizade? Apenas aproveitar sozinha? Descansar do mundo? Considere tudo, faça a sua vontade, o momento é agora. 

Guarde dinheiro a mais

Se tratando do dinheiro, como será a sua primeira viagem sozinho e não tem muita experiência ainda, leve mais dinheiro do que você precisa.

Levar o cartão é considerado uma boa prática, mas, no caso dos trajetos internacionais, isso pode resultar numa dívida sem precedentes. 

Dessa forma, dê preferência ao dinheiro em espécie e utilize o seu cartão apenas em casos de emergência. Para outros países, faça toda a viagem com uma quantia tranquila no bolso, principalmente no aeroporto e nas primeiras horas na região.

Nos demais dias, separe apenas o dinheiro para os passeios, um para comprar as suas lembrancinhas, alimentação e deixe o cartão para emergência.

O restante da quantia, mantenha no cofre. Caso não tenha essa opção, adquira os cartões exclusivos para viajantes. Eles não têm taxas e a transferência de dinheiro é bem simples. 

Informe para familiares e amigos os detalhes da viagem

Um fator muito importante em qualquer viagem sozinho (para a primeira, segunda, terceira, vigésima e por aí): informe sempre aos seus familiares e amigos todos os detalhes do trajeto. Essa é uma medida de segurança fundamental, mesmo com toda a autonomia que você ganha, a gente nunca sabe o que pode acontecer. 

Comunique quantos dias ficará, o contato dos hotéis e hostels, e apresente tudo.

Caso algo fora do planejado aconteça, eles terão a condição de encontrá-lo. Um fato muito importante e que não pode deixar passar é o seguro de viagem. Esse é um serviço que faz toda a diferença em viagens nacionais ou internacionais. 

Ande com uma cópia de seus documentos

Leve uma cópia autenticada dos seus documentos e os guarde em um local seguro. Mais uma vez, caso tenha cofre, deposite os originais nele e ande apenas com as autenticações.

Para uma segurança ainda maior, tenha uma cópia em seu email. Apesar de ser uma dica para a sua primeira viagem sozinho, isso também deve ser feito para outras. 

Converse com autoridades

Nem todos os lugares que você for são tão seguros a ponto de poder pedir informação para qualquer pessoa.

Com grupo de amigos, essa pode até ser uma solução, mas quem está sozinho pode não ser uma ideia tão boa quanto parece, principalmente se estiver perdido. 

Assim, a nossa última dica é sempre fazer perguntas às autoridades locais, como policiais. É um ponto de segurança para evitar algum tipo de problema. Além disso, a tendência é que eles saibam explicar com mais facilidade as suas dúvidas de localização. 

Conseguir ir para algum lugar sem depender de amigos e familiares é uma experiência incrível e que merece ser vivida pelo menos uma vez. Mas para que possa ser algo único, é necessário tomar alguns cuidados como um bom planejamento, dinheiro suficiente e documentos copiados. 

Gostou do nosso artigo com algumas dicas para sua primeira viagem sozinho? Veja o nosso conteúdo sobre os melhores lugares para viajar só no Brasil e nos países vizinhos da América do Sul.

Posts relacionados

Deixe um comentário